LIÇÃO 250.

QUE EU NÃO ME VEJA COMO UM SER LIMITADO.

Que hoje eu contemple o Filho de Deus e seja um testemunho da sua glória. Que eu não tente obscurecer nele a luz santa e não veja a sua força diminuída e reduzida à fragilidade, nem perceba o que falta nele, pois com isso quero atacar a sua soberania.

Ele é o Teu Filho, meu Pai. E hoje quero contemplar a sua gentileza ao invés das minhas ilusões. Ele é o que eu sou e o vejo assim como vejo a mim mesmo. Hoje quero ver verdadeiramente, para que nesse dia eu possa enfim me identificar com ele.

O que é o pecado?

Pecado é insanidade. É o meio pelo qual a mente é levada à loucura e busca deixar que as ilusões tomem o lugar da verdade. E, estando louca, vê ilusões onde a verdade deveria estar e onde realmente está. O pecado deu olhos ao corpo, pois para aqueles que não têm pecado, o que há para contemplar? Que necessidade têm eles da visão, da audição ou do tato? O que ouviriam ou tentariam agarrar? O que perceberiam com os sentidos? Ter sensações não é conhecer. E a verdade só pode ser preenchida com o conhecimento e com nada mais.

O corpo é o instrumento de todas as ilusões que só representam coisas imaginárias, geradas por pensamentos que não são verdadeiros. São a “prova” de que o que não tem realidade é real. O pecado “prova” que o Filho de Deus é mau, que a intemporalidade tem que ter um fim, que a vida eterna tem que morrer. E o próprio Deus perdeu o Filho que Ele ama, ficando apenas com a corrupção para completar a Si Mesmo; a Vontade de Deus foi para sempre superada pela morte, o amor decapitado pelo ódio e nunca mais haverá paz.

Os sonhos de um louco são assustadores e o pecado, de fato, parece aterrorizar. E, no entanto, o que o pecado percebe não passa de um jogo infantil. O Filho de Deus pode brincar de tornar-se um corpo, uma presa para o mal e para a culpa, tendo apenas uma pequena vida que terminará na morte. Porém, enquanto isso, o seu Pai o ilumina e o ama com um Amor eterno, que as suas pretensões não podem mudar de forma alguma.

Por quanto tempo, ó Filho de Deus, ainda manterás o jogo do pecado? Não é melhor deixarmos de lado esses brinquedos de criança cheios de pontas afiadas? Em quanto tempo estarás pronto para voltar para casa? Hoje, talvez? Não existe pecado. A criação não pode ser mudada. Ainda queres protelar a volta ao Céu? Até quando, ó Filho santo de Deus, até quando?

Anúncios

Sobre silvanabarbedo

Estudante de Astrologia, Mestre de Reiki, interessada em espiritualidade, Arte, Relações Humanas.
Esse post foi publicado em Um Curso em Milagres. Bookmark o link permanente.

http://umcursoemmilagres.wordpress.com/

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s