LIÇÃO 4

 

 

Esses pensamentos não significam nada.

São como as coisas que vejo nesse quarto [nessa rua, dessa janela, nesse lugar].

1. Distintos dos anteriores, estes exercícios não começam com a idéia para o dia. Nestes períodos de prática, começa notando os pensamentos que estão cruzando a tua mente durante mais ou menos um minuto. Em seguida, aplica a idéia a eles. Se já estiveres ciente de pensamentos infelizes, usa-os como sujeitos para a idéia. Todavia, não seleciones apenas os pensamentos que pensas que são maus. Acharás, treinando-te a olhar para os teus pensamentos, que representam uma tal mistura de que, de certa forma, nenhum deles pode ser chamado de bom ou mau. É por isso que não significam nada.
2. Ao selecionarmos os sujeitos para a aplicação da idéia de hoje, a especificidade usual é requerida. Não tenhas medo de usar tanto os pensamentos bons como os pensamentos maus. Nenhum deles representa os teus pensamentos reais, que estão sendo cobertos por eles. Os bons são apenas sombras daquilo que está além e sombras fazem com que seja difícil ver. Os maus são bloqueios para a vista e fazem com que seja impossível ver. Não queres nenhum dos dois.

3. Esse é um dos exercícios principais e será repetido de vez em quando de forma um pouco diferente. O objetivo aqui é o de treinar-te nos primeiros passos em direção à meta de separar o que é sem significado daquilo que é significativo. É uma primeira tentativa no propósito de longo alcance de aprenderes a ver o sem significado como estando fora de ti e o significativo dentro de ti. Também é o começo do treinamento da tua mente para reconhecer o que é o mesmo e o que é diferente.
4. Ao usares os teus pensamentos para a aplicação da idéia para o dia de hoje, identifica cada pensamento pela figura central ou evento que ele contém, por exemplo:

Esse pensamento sobre___ não significa nada. É como as coisas que vejo nesse quarto [nessa rua, e assim por diante].

Anúncios

Sobre silvanabarbedo

Estudante de Astrologia, Mestre de Reiki, interessada em espiritualidade, Arte, Relações Humanas.
Esse post foi publicado em Um Curso em Milagres. Bookmark o link permanente.

http://umcursoemmilagres.wordpress.com/

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s